Sinopse

PRÊMIO DO PÚBLICO E PRÊMIO CONTRIBUIÇÃO ARTÍSTICA

No longa de estreia da portuguesa Catarina Vasconcelos, os mistérios habitam os detalhes. A passagem do tempo é sentida nas imagens da memória, presentificadas nos corpos e paisagens rigorosamente encenados para a câmera. Neste filme-ensaio afetivo, a escrita de si feminina, consciente de seu próprio caráter fabular, desdobra-se nas brechas de um caleidoscópio familiar: entre pai e filha, avó e neta, com a ausência espaçosa da palavra mãe. À narração over, também partilhada poeticamente, cabe o gesto de alinhavar instantes perdidos, resgatar a História de um país que reluta em mudar, forjar novos laços e genealogias por meio (e por causa) do cinema. (C. I)

Trailer

Direção

Catarina Vasconcelos

Catarina Vasconcelos nasceu em Lisboa em 1986. Depois de se formar na Academia de Belas Artes de Lisboa, mudou-se para Londres onde fez um mestrado no Royal College of Art. Seu projeto de fim de curso, o curta-metragem Metáfora ou a Tristeza Virada do Avesso, foi seu primeiro filme. Metáfora estreou no Cinema du Reel em 2014 onde recebeu o prêmio de Melhor Curta Internacional.

Créditos

Produção

Pedro Duarte

Direção de Fotografia

Paulo Menezes

Montagem

Francisco Moreira

Som

Adriana Bolito, Rafael Cardoso

Festivais

Berlim
Olhar de Cinema – Prêmio do Público e Prêmio de Contribuição Artística