Seminário

A Representatividade e os Superpoderes do Cinema

12/10/20 - segunda-feira | 16:00

 

SOBRE O SEMINÁRIO

O que a representação de personagens diz sobre nós? Há narrativas pensadas a partir da ideia do superpoder? O cinema se consolida cada vez mais como ferramenta de reflexão e transformação social? Não é só um filme, são os superpoderes que o cinema potencializa!

Uma iniciativa da MAP – Mulheres do Audiovisual PR
Idealização e coordenação das mesas: Thaís Aguiar e Jaciara’Rocha

A MAP Mulheres do Audiovisual Paraná é uma rede que abre espaços e cria ações para acelerar a atuação das mulheres no mercado. A MAP é uma iniciativa que potencializa, apoia e dá visibilidade às mulheres no audiovisual. Com um ciclo de webinários realizados desde o início da pandemia, a MAP vem fortalecendo a produção do pensamento com o objetivo de transformar em ação o que vem sendo partilhado na teoria.

Mediação

Vanessa Vieira Dos Santos

Atriz, produtora cultural e diretora. Graduada em Cinema pela Unespar e História pela Universidade Estadual de Maringá. Dirigiu os documentários De Lá pra Cá (2015) e Tia Mide: Uma Mulher do Meu Paraná (2016). Trabalha há 20 anos em múltiplas funções na busca de narrativas que proponham a construção de novos imaginários. Participa da equipe do Festival Griot, é integrante fundadora da MAP – Mulheres no Audiovisual Paranaense e associada da APAN – Associação dxs Profissionais do Audiovisual Negro.

Palestrante

Eliane Caffé

Eliane Caffé formou-se em psicologia e em 1990 iniciou seus estudos de cinema na “Escola Internacional de Cine y TV de San Antonio de los Baños”. Em seguida realizou filmes de curta e longa metragens, entre eles Kenoma, Narradores de Javé, O Sol do Meio-Dia e Era o Hotel Cambridge; todos com prêmios da crítica e de importantes festivais e mostras nacionais e internacionais. Também dirigiu series e documentários para TV. Paralelamente ao cinema, a diretora dedica-se a coordenação de oficinas audiovisuais em zonas de conflito na cidade de São Paulo e também no interior do Brasil.

Julia Katharine

Atriz, cineasta e roteirista. Ganhadora do Prêmio Helena Ignez na Mostra de Cinema de Tiradentes 2018. Primeira mulher trans cineasta a ter um filme exibido em circuito comercial, Tea for Two (2019).

Carla Caffé

Carla Caffé é artista, production designer, diretora de arte e professora. Seus principais projetos realizados em cinema entre outros são: Era o Hotel Cambridge, de Eliane Caffé, 2017 e Central do Brasil, de Walter Salles, 1998. Pesquisadora de linguagens híbridas entre o cinema e as artes, publicou o livro Era o Hotel Cambridge, Arquitetura, Cinema e Educação pelo SESC edições, sobre o processo de direção de arte do filme homônimo. Essa inovadora experiência repercutiu na participação em Bienais Internacionais de arquitetura de São Paulo 2017, Bienal de Veneza 2018 e Chicago 2019. Seu último trabalho em cinema foi Para Onde Voam as Feiticeiras assinando não só a direção de arte como a direção ao lado de Eliane Caffé e Beto Amaral. Leciona na Escola da Cidade e nos cursos livres do SESC Pompeia. É reconhecida por seus projetos multidisciplinares envolvendo práticas pedagógicas, artes e cinema.

Patricia Saravy

Patricia Carvalho Saravy é atriz brasileira em construção de trajetória e diálogos artísticos/sociais com o cinema, teatro, performances, literatura e arte-educação.