Sinopse

Em um estúdio, artistas e ativistas são convidadas/os a improvisar corporalmente seus sentimentos com a mediação do aparato cinematográfico: seus desejos, angústias, indagações. Nessa caixa escura, o contexto macro-político se entrelaça às questões íntimas. Nesse dispositivo de confinamento (tal qual o isolamento social), a escassez de palavras favorece a aparição dos corpos em sua máxima potência. Ao formular um tempo não-cronológico, a aposta do filme está na experiência sensorial do aqui e agora: da elaboração de si, do encontro fílmico, da reflexão sobre um país. (C. I)

Trailer

Vídeos

Direção

Dea Ferraz

Dea Ferraz é realizadora pernambucana. Em sua trajetória, destacam-se os longas-metragens documentais Câmara de Espelhos (2016), Modo de Produção (2017) e Mateus (2018), que foram exibidos em relevantes mostras no Festival de Brasília do Cinema Brasileiro, na Janela Internacional de Cinema, no Panorama - Coisa de Cinema e também no Olhar de Cinema, ForumDoc e Mostra Tiradentes. Premiada em festivais latino-americanos como Santiago Alvarez (Cuba) e DOCSDF (México), em 2020 ela lança AGORA.

Créditos

Produção

Dea Ferraz, Carol Vergolino

Roteiro

Dea Ferraz, Joana Collier

Elenco

Adelaide Santos, Cris Nascimento, Dante Olivier, Flávia Pinheiro, Joy Thamires, Kildery Iara, Livia Falcão, Lucas dos Prazeres, Orun Santana, Raimundo Branco, Rosa Amorim, Silvia Góes, Sophia William

Direção de Fotografia

Marcelo Lacerda

Montagem

Joana Collier

Som

Simone Dourado

Compositor

Lucas dos Prazeres