Seminário de Cinema de Curitiba

Com foco na reflexão sobre a linguagem cinematográfica e diálogos da expressão dessa linguagem com a sociedade, o Seminário de Cinema de Curitiba tem entrada gratuita e não necessita de inscrição prévia. Sujeito a lotação da sala.

Debate – O cinema e a marcha da modernidade

11/06 QUI - 15:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Fábio Allon

Fábio Allon é arquiteto e cineasta. Já dirigiu 2 longas, 7 curtas e 13 videoclipes, atuando também como roteirista e editor. Seus trabalhos como diretor já figuraram em mais de 100 festivais pelo mundo, tendo recebido mais de 40 prêmios. Atualmente é também professor da graduação e da pós do Curso de Cinema da FAP/UNESPAR, onde leciona disciplinas das áreas de Direção e de Direção de Arte. É um dos sócios fundadores da Processo MultiArtes.

Joel Ramalho Júnior

Arquiteto formado no Mackenzie-SP, em 1959. Foi professor de Arquitetura na Universidade Federal do Paraná de 1970 a 1996. É professor na PUCPR desde 1975. Possui 27 premiações em concursos de Arquitetura e mais de 2 milhões de metros quadrados projetados.

William Biagioli (Mediador)

Produtor, roteirista e diretor residente em Curitiba, Paraná. Possui graduação em Publicidade com ênfase em criação pelo Mackenzie-SP e especialização em cinema com ênfase em produção pela FAP-PR. Desde 2012 trabalha na produtora Grafo Audiovisual e também atuou como produtor nas três primeiras edições do Olhar de Cinema - Festival Internacional de Curitiba onde, na terceira edição, fez a produção e a curadoria do Olhar Retrospectivo: Stanley Kubrick. Em 2014, lançou o curta-metragem ‘Curitiba: A maior e melhor cidade do mundo’, vencedor de três prêmios no 16º Festival Kinoarte de Cinema – Londrina (Melhor Roteiro, Filme do Público e Júri Oficial) e foi selecionado para a 18º Mostra de Cinema de Tiradentes.

Painel – O papel da assessoria internacional da ANCINE

12/06 SEX - 13:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Eduardo Valente

Formado em cinema pela UFF, é crítico de cinema e cineasta, tendo dirigido três curtas (‘Um sol alaranjado’, ‘Castanho’ e ‘O monstro’) e um longa (‘No meu lugar’), todos exibidos em diferentes seções do Festival de Cannes, entre outros festivais. Foi editor das revistas de cinema Contracampo (98-2005) e Cinética (2006-2010). Além disso, trabalhou como curador e organizador de mostras e festivais de cinema. Atualmente é o assessor internacional da ANCINE (Agência Nacional do Cinema).

Masterclass – Kidlat Tahimik

12/06 SEX - 18:45
Espaço Itaú (Sala 2)

*Com tradução simultânea

Kidlat Tahimik

Nascido com o nome de Eric Oteyza de Guia, na cidade de Baguio, nas Filipinas, em 1942. Ele primeiro estudou Engenharia Mecânica e depois Comunicação Oral e Artes Cênicas. Tahimik viveu durante algum tempo nos Estados Unidos, na França e na Alemanha. Ele retornou às Filipinas em 1975 e começou a trabalhar em seu primeiro filme, ‘Mababangong bangungot’ (‘Perfumed nightmare’, 1977). Tahimik vive em Baguio e trabalha como cineasta, artista de instalações, performer, palestrante e autor.

Fórum – Fórum do Audiovisual Paranaense

13/06 SÁB - 9:00 / 14/06 DOM - 9:00
Cinemateca de Curitiba

O Fórum do Audiovisual Paranaense tem o objetivo de reunir o maior número possível de profissionais envolvidos com a atividade audiovisual para discutir, organizar e encaminhar as demandas do setor ao poder público municipal, estadual e federal, além de pensar alternativas de organização dos profissionais que atuam em nossa área.

Saiba mais em: forumavpr.wordpress.com.

Masterclass – Nathan Silver

13/06 SÁB - 16:45
Espaço Itaú (Sala 2)

*Com tradução simultânea

Nathan Silver

Nathan Silver graduou-se na Tisch School of the Arts, na NYU, em 2005. Desde então, escreveu e dirigiu cinco longas, que foram exibidos em festivais, teatros, e instituições ao redor do mundo.

Painel – Encontro com a ANCINE

14/06 DOM - 14:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

“As Linhas de Desenvolvimento de Projetos do Fundo Setorial do Audiovisual” com Daniel Tonacci, especialista em regulação, da Coordenação de Acompanhamento de Projetos da Superintendência de Fomento da Agência.

Debate – Crítica cinematografica digital

15/06 SEG - 13:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

*Com tradução simultânea.

Ariel Schweitzer

Historiador de cinema, crítico de cinema na revista francesa "Les Cahiers du cinema" e professor (Paris VIII / Universidade Tel-Aviv), o mais recente livro publicado de Ariel Schweitzer na França é ‘Le nouveau cinéma israélien’ (Yellow Now, 2013).

Filipe Furtado (Mediador)

Editor da Revista Cinética. Ex Editor da Revista Paisa. Colaborou em espaços como Contracampo, Filme Cultura, Teorema, Cine Imperfeito, Cinequanon, Lumiere, La Furia Umana, Rouge e The Film Journal.

Luiz Carlos de Oliveira Junior

Crítico e pesquisador de cinema. Autor do livro ‘A mise en scène no cinema’ (Papirus, 2013). Doutorando em cinema na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), sob orientação do Prof. Dr. Ismail Xavier. Ex-editor da revista eletrônica Contracampo. Já colaborou para as revistas Bravo! e Cult e para o Guia Folha – Livros, Discos e Filmes. Ministrou cursos e oficinas em espaços como Centro Cultural Banco do Brasil, CineSESC, Cine Humberto Mauro e Fundação Getúlio Vargas.

Rodolfo Stancki

Jornalista, mestre em Ciências Sociais Aplicadas e doutorando em Tecnologia pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Foi repórter da Gazeta do Povo e hoje é professor pesquisador do curso de Jornalismo do UniBrasil - Centro Universitário, onde coordena o grupo de estudos de Crítica de Mídia.

Debate – O papel dos filmes clássicos na formação do olhar

15/6 SEG - 15:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Pablo Villaça

Crítico de Cinema desde 1994. Membro da OFCS e da ABRACCINE. Criador do site Cinema em Cena (www.cinemaemcena.com.br). Professor de cursos de linguagem e teoria cinematográfica. Diretor e roteirista dos curtas ‘A ética’ e ‘Morte cega’. Autor do livro ‘O cinema além das montanhas’.

Paulo Camargo

Paulo Camargo é jornalista formado pela Universidade Federal do Paraná - UFPR (1990), mestre em Teoria e Estética do Audiovisual (Universidade de Miami, 2002), onde foi bolsista da Comissão Fulbright, e professor dos cursos de Jornalismo da PUCPR e do Centro Universitário UniBrasil. Foi editor de Cultura, crítico de cinema e repórter especial do jornal Gazeta do Povo (PR), diário no qual atuou entre 1996 e 2014. É integrante da Associação Brasileira de Críticos de Cinema (Abraccine).

Pedro Plaza

Professor de cinema e história na Universidade Federal do Paraná. Pesquisa a relação entre crítica e cinema brasileiro moderno, com trabalhos de análise fílmica e cinema contemporâneo. Orienta trabalhos de pós-graduação.

William Biagioli (Mediador)

Produtor, roteirista e diretor residente em Curitiba, Paraná. Possui graduação em Publicidade com ênfase em criação pelo Mackenzie-SP e especialização em cinema com ênfase em produção pela FAP-PR. Desde 2012 trabalha na produtora Grafo Audiovisual e também atuou como produtor nas três primeiras edições do Olhar de Cinema - Festival Internacional de Curitiba onde, na terceira edição, fez a produção e a curadoria do Olhar Retrospectivo: Stanley Kubrick. Em 2014, lançou o curta-metragem ‘Curitiba: A maior e melhor cidade do mundo’, vencedor de três prêmios no 16º Festival Kinoarte de Cinema – Londrina (Melhor Roteiro, Filme do Público e Júri Oficial) e foi selecionado para a 18º Mostra de Cinema de Tiradentes.

Masterclass – Stéphane Goudet

15/06 SEG - 19:00
Espaço Itaú (Sala 3)

*Com tradução simultânea.

Stéphane Goudet

Stephane Goudet é professor na Universidade de Sorbonne (Paris 1). Ele escreveu livros sobre Buster Keaton, Jacques Tati e Alain Resnais e realizou alguns documentários sobre Jacques Tati. Ele é crítico de cinema para a revisão francesa Positif e também atua como curador para um dos mais famosos cinemas da Cidade de Georges Méliès, Montreuil, perto de Paris.

Debate – Preservação e difusão: o papel das cinematecas na era do digital

16/06 TER - 11:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Betch Cleinman (Mediadora)

Bacharel em Comunicação Social (ECO-UFRJ), Diplôme de l’EHESS em Cinema e História (Paris), DEA em História Contemporânea (Paris I). Autora de Capital da libido, os EUA em MM (editora Achiamé), Às margens de pratas dos rios, em Textos do Brasil nº 16: Teatro Brasileiro, M.R.E, 2010. Fez curadoria e coordenação dos projetos: Brasil de Afro en Foco; Irina Ionesco: Espelhos de luz e sombra; Mar Negro, Rio Senac Fashion Business; Atrás do muro havia cinema (filmes da DEFA, Alemanha Oriental 1946 -1992); Kenneth Anger, o Fetichista Pop; Joaquim Paiva-fotografias - além de roteiro e direção vídeo-performance Cinzas para a expo Joaquim Paiva.

Fernando Severo

Realizador de diversos filmes de longa, curta e média-metragem como diretor, roteirista e montador, vencedores de mais de setenta prêmios nacionais e internacionais. Graduado em Comunicação Social - Publicidade e Propaganda e pós-graduado em Comunicação e Cultura. Professor de cinema em diversas instituições acadêmicas e cursos livres. Desde 2011 é o diretor do MIS-Museu da Imagem e do Som do Paraná, órgão da Secretaria de Estado da Cultura.

Bernard Payen

Bernard Payen atua como curador de cinema na Cinemateca Francesa (Paris) e é coordenador para curta-metragem na Semana da Crítica (Festival de Cannes), entre 2005 e 2013. Ele também realizou alguns curtas-metragens. O mais recente, ‘Mister H' (2014) é uma coprodução franco-brasileira.

Debate – Documentário ficcionalizante, ficção documentarizante – formas e processos híbridos

16/06 TER - 13:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Rafael Urban

Rafael Urban é cineasta, produtor e curador. Coordena o Ficção Viva, série de encontros com diretores como Lucrecia Martel, Carlos Reygadas e Miguel Gomes. Dirigiu filmes que circularam em mais de 200 festivais em 25 países, como ‘Ovos de dinossauro na sala de estar’, que recebeu 20 prêmios, e o também premiado ‘A que deve a honra da ilustre visita este simples marquês?’, em parceria com Terence Keller. Rafael é professor da disciplina de Documentário na Universidade Estadual do Paraná.

Larisa Figueiredo

Larissa Figueiredo nasceu em Brasília. Estudou Letras na UnB; fez mestrado em Teoria do Cinema na França e Artes Visuais/Cinema na Suíça, onde teve aulas com artistas como Miguel Gomes, Albert Serra e Apichatpong Weerasethakul. ‘O touro’, seu primeiro longa-metragem, recebeu o prêmio do Visions Sud Est Fund, foi exibido como work-in-progress na Carte Blanche do 67º Festival Internacional de Cinema de Locarno e teve sua estréia mundial no 44º Festival Internacional de Cinema de Roterdã.

Amaranta Cesar (Mediadora)

Amaranta Cesar é professora e pesquisadora do Curso de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. É Doutora em Estudos Cinematográficos pela Universidade de Paris 3 - Sorbonne Nouvelle e possui Pós-doutorado pela New York University. Desde 2010, coordena e é curadora do CachoeiraDoc - Festival de Documentários de Cachoeira. Atou como curadora em diversas mostras e festivais, a exemplo do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro e da Mostra 50 Anos de Cinema de África.

Masterclass – Lisandro Alonso

17/06 QUA -14:15
Espaço Itaú (Sala 3)

Lisandro Alonso

Nasceu em Buenos Aires, Argentina, em 1975. Começou a carreira no cinema como assistente de som e depois de direção. Em 2001, dirigiu, escreveu, produziu e montou o elogiado ‘La libertad’ (2001), seu longa de estreia. Dirigiu também os longas-metragens ‘Los muertos’ (2004), ‘Fantasma’ (2006) e ‘Liverpool’ (2008). ‘Jauja’ venceu o Prêmio da Crítica da mostra Un Certain Regard no Festival de Cannes.