Encontros de Negócios

Com foco na reflexão sobre o desenvolvimento e viabilização de projetos e também nas possibilidades comerciais de filmes, o Encontros de Negócios (composto por palestras, estudos de casos, debates, encontros) tem como público alvo empresas produtoras e profissionais de cinema.

Para participar dos Encontros de Negócios é necessário realizar inscrição/credenciamento. Período de inscrições: de 28 de abril a 22 de maio.

Debate – Laboratórios e programas de aprimoramento

11/06 QUI - 10:30
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Rafael Sampaio

Rafael Sampaio é produtor, programador e curador de cinema e audiovisual. Trabalhou em instituições como Museu da Imagem e do Som de São Paulo, Cine Olido e Cinemateca Brasileira. É diretor do BrLab – Laboratório de Desenvolvimento de Projetos no Brasil, realizado por sua produtora, a Klaxon Cultura Audiovisual. Também é gerente da FiGa/Br, selo da empresa FiGa Films destinado ao agenciamento internacional de novos filmes brasileiros.

Aly Muritiba

Graduado em História pela USP, especialista em Comunicação e Cultura pela UTFPR, Aly Muritiba é diretor, produtor e roteirista de cinema. Seu curta metragem ‘A fábrica’ recebeu mais de 60 prêmios, sendo pré selecionado ao Oscar em 2013. Seu curta metragem seguinte, ‘Pátio’ venceu o festival É Tudo Verdade em 2013 e esteve em inúmeros festivais internacionais, dentre eles, IDFA e a Semana da Crítica em Cannes. Seu mais recente longa-metragem, ‘Para minha amada morta’, estreia em 2015. Além de realizador, é curador e organizador de mostras e festivais de cinema; diretor do Olhar de Cinema - Festival Internacional de Curitiba.

Luis Campos

Born in Portugal during the prolific Hollywood blockbuster era of 1985, Luis Campos concluded a MA in Film in 2008 and since then he collected several experiences in filmmaking, while living in Barcelona, London and Amsterdam. Owner and main producer of the company Squatter Factory, Luis had the chance to develop an internship under the Erasmus for Entrepreneurs Program in 2013 at Savage Film and another one under the EU Brazil Connect in 2015 at RT Features.

Estudo de caso/Modelo de negócio – Animação-Documentário

11/06 QUI - 13:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Deborah Osborn (bigBonsai)

Mestranda em Cinema pela Goldsmith College–University of London, Deborah começou sua carreira no MIS-SP, nos programas Movimento GNT e Saia Justa e nos longas metragens Carandiru e Nome Próprio. Foi júri de festivais como Gramado, Recife e Kinoforum. Hoje é sócia e produtora executiva da bigBonsai, com destaque para o projeto Dominguinhos, que inclui um documentário sucesso de público e crítica que circulou por importantes festivais, e uma webserie com mais de 1 milhão de visualizações.

Paulo Munhoz (Tecnokena)

Entre suas obras se destacam os longas BRICHOS - A FLORESTA É NOSSA (2012), BRICHOS (2006) e BELOWARS (2007). Doutorando em Comunicação pela UTP, é Mestre em Tecnologia pela UTFPR, Esp. em Computação Gráfica pela PUC PR e Engenheiro Mecânico pela UFPR. Foi fundador e presidente da AVEC, presidente do SIAPAR e vice-presidente da FIEP. Representa a ABPITV no Paraná. É o criador dos BRICHOS, produtor da Série para TV BRICHOS (Canal Nickelodeon). Atua através de sua empresa TECNOKENA.

Debate – Por que as marcas financiam o cinema?

11/06 QUI - 18:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba

Aly Muritiba (mediador)

Graduado em História pela USP, especialista em Comunicação e Cultura pela UTFPR, Aly Muritiba é diretor, produtor e roteirista de cinema. Seu curta metragem ‘A fábrica’ recebeu mais de 60 prêmios, sendo pré selecionado ao Oscar em 2013. Seu curta metragem seguinte, ‘Pátio’ venceu o festival É Tudo Verdade em 2013 e esteve em inúmeros festivais internacionais, dentre eles, IDFA e a Semana da Crítica em Cannes. Seu mais recente longa-metragem, ‘Para minha amada morta’, estreia em 2015. Além de realizador, é curador e organizador de mostras e festivais de cinema; diretor do Olhar de Cinema - Festival Internacional de Curitiba.

Terence Keller

Terence Keller é roteirista e diretor. Foi coordenador do Díinamo, núcleo dedicado à estética e produção cinematográfica independente. Dirigiu os filmes Levo de Alcântara, Piá de Prédio, Balada da Cruz Machado, Noturno e A que deve a honra da ilustre visita este simples marquês? Desde 2008 trabalha na área de marketing cultural da CAIXA.

Livian Valias

Livian Valias, produtora executiva e atua em desenvolvimento comercial de projetos culturais é um caso precoce de experiência e credibilidade profissional rara principalmente por entender o mix de culturas do país que atua onde sabe dosar informação,entendimento social,competência para comandar equipes.Tudo isso com muita suavidade. Com 9 anos de experiência nos mercados cinema e moda, especialização FGV ( Film and Television Business) e formada em Relações Internacionais em Brasília.

Debate – Política regional de fomento audiovisual

12/06 SEX - 10:30
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Alfredo Manevy

Graduado em Cinema e Vídeo e Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo (USP), além de pesquisador, professor e administrador público. Em 2003, ingressou na gestão Gilberto Gil do Ministério da Cultura: tornou-se, em 2006, Secretario de Políticas Culturais e, em 2008, Secretário-Executivo do Ministério da Cultura. Durante o período, conduziu as principais reformas administrativas do MinC, estabeleceu parceria com IBGE para geração de indicadores culturais, desenvolveu a política de cultura digital e revitalizou o setor de direito autoral do Ministério. Como Secretário-Executivo aprovou o novo quadro funcional do Ministério no Congresso Nacional. Como Secretário-Executivo (na gestão do Ministro Juca Ferreira) conduz a gestão orçamentária entre 2008 e 2010. Coordenou no Ministério da Cultura a elaboração do primeiro Plano Nacional de Cultura sancionado pelo Presidente Lula (lei 12343/2010) e a elaboração na nova legislação de fomento à cultura, o Procultura. Foi Secretário Adjunto de Cultura de São Paulo de 2011 a 2014, até assumir a presidência da Spcine.

Aly Muritiba

Graduado em História pela USP, especialista em Comunicação e Cultura pela UTFPR, Aly Muritiba é diretor, produtor e roteirista de cinema. Seu curta metragem ‘A fábrica’ recebeu mais de 60 prêmios, sendo pré selecionado ao Oscar em 2013. Seu curta metragem seguinte, ‘Pátio’ venceu o festival É Tudo Verdade em 2013 e esteve em inúmeros festivais internacionais, dentre eles, IDFA e a Semana da Crítica em Cannes. Seu mais recente longa-metragem, ‘Para minha amada morta’, estreia em 2015. Além de realizador, é curador e organizador de mostras e festivais de cinema; diretor do Olhar de Cinema - Festival Internacional de Curitiba.

Milena Evangelista

Milena Evangelista - Produtora Cultural, jornalista e especialista em Estudos Cinematográficos, atuando na área da cultura e do audiovisual brasileiro. Foi assessora da Coordenadoria de Audiovisual da Secult/PE, participando das atividades relacionadas à política pública de audiovisual de Pernambuco. Foi coordenadora de produção de festivais como FestCine - Festival de Curtas de PE e Festival de Cinema de Triunfo. Em fevereiro de 2015, assumiu a Coordenadoria de Audiovisual da Secult/PE.

Estudo de caso / Modelo de negócio – ficção

12/06 SEX - 15:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Rodrigo Teixeira

Dirigida por Rodrigo Teixeira e criada no ano 2000, a RT Features é uma empresa produtora de conteúdo cultural e entretenimento, desenvolvendo projetos tanto a partir de ideias originais quanto pela aquisição de direitos autorais. Em seus primeiros anos, a RT Features co-produziu os longas ‘O casamento de Romeu e Julieta’ de Bruno Barreto (2005); ‘O cheiro do ralo’, de Heitor Dhalia (2006); e ‘Natimorto’ de Paulo Machline (2009). Foi lançado em 2010 o documentário ‘B1’, de Felipe Braga e Eduardo H. Moura, e em 2011 foi ao ar pela Rede Globo a minissérie ‘Amor em quatro atos’, baseada em canções de Chico Buarque.

Painel – Globo Filmes e Globo News: Novo canal para produção de documentários no Brasil

12/06 SEX - 16:30
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Renée Amazonas Catelo Branco

Jornalista desde 1976, trabalhou nos principais jornais do país. Desde 1981 trabalha na Tv Globo - tendo passado por SP, Rio e Londres. Hoje, na GloboNews, é supervisora de programas e encarregada da faixa de documentários do canal.

Simone Oliveira

Formada em Publicidade e Propaganda pela Universidade de São Paulo , com MBA em Gestão de Negócios pelo IBMEC –RJ e especialização na New York Film Academy, Simone acumula 15 anos de experiência na área de Entretenimento com foco em Cinema. Atualmente é Gerente de Produção da Globo Filmes, onde é responsável pelo acompanhamento dos filmes coproduzidos ou apoiados pela empresa, do desenvolvimento de roteiro à pós-produção, entre eles o campeão de bilheteria, Tropa de Elite 2.

Debate – Encontro com curadores internacionais

15/06 SEG - 11:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

*Com tradução simultânea

Gustavo Beck

Gustavo Beck dirigiu e produziu os documentários ‘O arquipélago’ (2014), 'O inverno de Željka' (2012), ‘Chantal Akerman, de cá’ (2010), 'A casa de Sandro "(2009) e 'Ismar'(2007). Gustavo é o programador chefe na Mostra Competitiva Novos Olhares no Olhar de Cinema - Festival Internacional de Cinema de Curitiba, no Brasil.

Francesco Giai

Programador de festival e crítico de cinema baseado em Turim, Itália. Desde 2006 ele tem colaborado com o Museu Nacional de Cinema. De 2006 até 2014 ele tem sido programador de documentários para o Torino Film Festival no comando da seleção internacional de documentários e para duas competições italianas, italiana.doc e italiana.corti. Desde 2012 ele é Chefe de Programação para CinemAmbiente Film Festival. Atualmente, é membro do Comitê de Seleção da Torino Film Lab para o programa FrameWork.

Eva Sangiorgi

Fundadora e diretora do FICUNAM, Festival de Cinema na Cidade do México desde 2011. Ela trabalhou como programadora em vários festivais de cinema, incluindo o Festival de Cinema Ibero-americano, em Bolonha, na Itália; FICCO, na Cidade do México, Cinema Global, Cinema Planeta, em Cuernavaca, Morelos, e no Festival Internacional de Cinema de Los Cabos.

Nicholas Azalbert

Depois de trabalhar durante 10 anos na Cinemateca de Toulouse, ele se tornou um crítico de cinema para a “Cahiers du Cinéma”, em 2000. Trabalhou como correspondente durante 6 anos na Argentina, onde também dirigiu dois filmes: ‘Otherwise I'll suffocate’ (2003) e ‘What if I was a fern?’ (2005). Desde 2009 ele é membro do conselho editorial e desde 2013 é programador para o Biarritz Festival América Latina. Ele acaba de terminar seu novo filme: ‘The ember the ashes’ (2015).

Mads Mikkelsen

Mads Mikkelsen é programador no CPH: DOX – Festival Internacional de Documentário de Copenhagen – desde 2008. CPH: DOX é um dos maiores festivais de documentários do mundo, sendo internacionalmente reconhecido ao fazer a fronteira entre a encenação, arte visual e performance, bem como outras formas de arte. Além de programação para o CPH: DOX ele é um programador associado do Instituto de Cinema Dinamarquês/Cinemateca e colaborador para várias revistas e publicações nacionais e internacionais sobre cinema.

Isabel Orellana Guarello

Graduada em Cinema e Televisão pela Universidade do Chile. Aperfeiçoou seus estudos junto a cineastas como Kossakovsky e em vários projetos de coprodução internacional. Desde 2012 é programadora do Festival Internacional De Cinema de Valdivia, onde seleciona títulos para competição e convidados. Paralelamente, em 2014 produziu o documentário ‘Muerte blanca’ (Golden Dove Award, 57º DOK Leipzig), e fundou o Araucaria Cine, onde trabalha em projetos de documentários e de ficção.

Inge de Leeuw

Inge de Leeuw estudou Estudos Culturais e Cinema & Televisão na Holanda. Ela começou a trabalhar no Festival Internacional de Rotterdam (IFFR) em 2006, paralelamente ao seu trabalho na produção de filmes. Inge de Leeuw está selecionando filmes dos territórios de língua inglesa para o IFFR e está no comitê de seleção do Tiger Awards Competition. Para o IFFR, ela realizou a curadoria de vários programas temáticos sobre a relação entre cinema e cultura popular.

Estudo de caso / Modelo de negócio – Distribuição de filmes independentes

16/06 TER - 15:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Sandro Fiorin (FIGa Films)

Sandro Fiorin founded FiGa Films in Los Angeles on January 2006 with partner, Cuban-American Alex Garcia, to discover and distribute Latin American content in North America, as well as represent them worldwide. Raised in Rio de Janeiro, he went to film school in São Paulo (FAAP) and New York (New School), where he lived and worked for 14 years before relocating to California in 2001.

Gracie P (Supo Mungam Films)

Gracie P nasceu em Porto Alegre em 1992. Dirigiu o curta CHIMERA em 2012 e está trabalhando em seu primeiro longa, que será produzido pela Supo Mungam Films, distribuidora que fundou com Pedro H. Leite. Pela distribuidora trouxe para o Brasil filmes independentes e autorais de todas as partes do mundo, que raramente são distribuídos no Brasil.

Pedro H. Leite (Supo Mungam Films)

Pedro Henrique Leite mora em São Paulo, cidade onde nasceu. É diretor e produtor do média-metragem METAMORFISMO (2014). No final de 2014, fundou, com Gracie P, a Supo Mungam Films, distribuidora cinematográfica focada em trazer para o Brasil obras de novos e veteranos realizadores independentes, de todas as partes do mundo, como NOITES BRANCAS NO PÍER de Paul Vecchiali e DO QUE VEM ANTES de Lav Diaz.

Priscila Miranda (Tucuman)

Criou a Tucuman Distribuidora de Filmes em 2010. Lançou o primeiro filme nos cinemas em 2011. Este ano abriu a Tucuman Films na França para distribuição de títulos brasileiros e latinos lá. Estudou filosofia na UFRJ. E antes da distribuidora organizou algumas mostras de cinema como curadora e produtora.

Ligia Gabarra (Vitrine Filmes)

Lígia Gabarra é formada em cinema pela Faap e faz parte da equipe da distribuidora Vitrine Filmes há 3 anos. Durante seu período na empresa, esteve diretamente ligada aos lançamentos de "Hoje eu Quero Voltar Sozinho", "O Som ao redor" e "Branco Sai, Preto Fica" além de quase 30 títulos, distribuídos em cinema, televisão e VOD. Lígia também foi curadora assistente do Festival Internacional de Curtas de São Paulo e produtora assistente na Preta Portê Filmes.

Painel – Cinema do Brasil

17/06 QUA - 15:00
Livraria Cultura (Shopping Curitiba)

Cinema do Brasil é um programa de exportação implementado pelo Sindicato da Indústria Audiovisual do Estado de São Paulo (SIAESP), em parceria com a Agência de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex -Brasil). A iniciativa conta com o apoio institucional da Agência Nacional do Cinema (Ancine).

Leticia Fialho

Gerente Executiva do Cinema do Brasil.